Qual o seu posicionamento político? Direita ou Esquerda? Toda a crise política em que o Brasil está inserido agora, acirra entre nós o desejo de nos posicionar, expressar nossa opinião e muitas vezes defender com muita energia o que pensamos.

Reflita sobre as questões abaixo?

  • O que é ideal para o advogado, expressar seu posicionamento político ou ter uma postura mais discreta?
  • Você acha que seus clientes olharão seu posicionamento com parcimônia, ou tendem a radicalizar a análise?
  • Pense no homem ou mulher de negócios que você mais admira, eles revelam de forma explícita seu posicionamento político e tendem à polarização?
  • Qual o risco de você ser reconhecido por seus clientes ou potenciais clientes como uma ‘persona non grata’, só porque seu posicionamento político não combina com o deles?

O advogado que se posiciona de forma extremada sobre política sempre sairá perdendo

Nos últimos anos o clima político vem despertando em todos nós um engajamento maior e polarizado. A polarização é sempre uma forma extremada de posicionamento, em outras palavras: se você não concorda com minhas ideias e minha ideologia, o ‘nós contra eles’, sempre será importante.

Se você não concorda com minhas ideias e minha ideologia, o ‘nós contra eles’, sempre será o mais importante, neste sentido o advogado sempre sairá perdendo.

Com as mídias sociais que deixam todos nós a um clique de emitir nossas opiniões, é bem fácil você identificar quem defende determinadas ideologias e a partir daí entender o seu posicionamento, suas ideias e até prever seu comportamento.

Você pode até pensar: Ser uma pessoa esclarecida e politizada é demonstrar inteligência, opinião formada e acima de tudo, alguém que exerce sua cidadania.

E isto é uma verdade, mas no mundo dos negócios não é assim que funciona. No mundo dos negócios, quanto mais você se posiciona sobre assuntos polêmicos como: política, religião, aborto, gênero e ideologias em geral, mas você se distancia do centro do que mais importa:

Para o cliente será sempre a seguinte máxima: “Minhas prioridades são negócios, posso até me interessar sobre sua opinião nestes temas polêmicos, mas prefiro não fazer isto agora!”

Nos dias de hoje, mesmo pessoas com quem você tem um relacionamento mais próximo, tem algumas prioridades superiores:

  • como você ou seu escritório irão me ajudar a resolver meus problemas, sejam eles burocráticos, defendendo os meus interesses ou da minha empresa, me orientando em relação a riscos financeiros, de imagem? Esta será sempre a prioridade!

Você não precisar ter medo de se posicionar politicamente, desde que isto não te atrapalhe nos negócios e na carreira

Qual o seu posicionamento político? Direita ou Esquerda? A sua resposta deveria ser: “sou não-binário”. Existem pontos muito mais profundos no do que simplesmente direita ou esquerda.

Sinceramente você não precisar ter medo de se posicionar politicamente, desde que isto não te atrapalhe nos negócios e na carreira.

Seus clientes não precisam  ter você como uma ‘persona non grata’, ou como alguém com ele não tenha uma conexão, ao contrário, eles precisam te enxergar como um conselheiro, como um parceiro para elevar ainda mais seus negócios.

Entenda uma coisa sobre relacionamento nos negócios: para o advogado, antes que seu cliente contrate seus serviços, ele deve enxergar em você uma pessoa empática, simpática e acima de tudo, que sabe priorizar as ações. o clima ‘fla x flu’ que impera atualmente no Brasil, não precisa ser transportado para as suas relações com seus clientes ou potenciais clientes.

Para advogado que insiste em demonstrar atitudes extremadas e posicionamento político explícito, é possível que isto te atrapalhe mais do que ajuda.

por André Medeiros – sócio na advocobrasil

Facebook Comentários